Imagem: Reprodução internet

O Pix completa, nesta quarta-feira (16), dois anos de funcionamento. Segundo dados do Banco Central, mais de 138 milhões de usuários têm cadastros ativos nessa modalidade de pagamento instantâneo.
Desde que começou a funcionar, o Pix já movimentou mais de R$ 13 trilhões e se tornou a forma de pagamento preferida dos brasileiros.

Para o economista William Baghdassarian, o auxílio emergencial fornecido no auge da pandemia de covid-19 foi fundamental para a adoção do sistema de pagamento pela população.

“Esse movimento teve um impulso muito forte por um choque exógeno, que foi o auxílio emergencial de 2020. Mas o fato é que o Pix acabou encontrando (nesse choque exógeno) uma forma de acelerar muito esse processo de bancarização e tornar os meios de pagamentos muito mais fáceis para a população, principalmente de baixa renda”.

Apesar do sucesso do Pix, os golpes usando esse meio de pagamento cresceram. Nos seis primeiros meses de 2022, o Banco Central registrou 739.145 crimes relacionados ao Pix – um aumento de 2.818% em relação ao mesmo período do ano passado.

Fonte: Agência Brasil

#

No responses yet

Deixe um comentário

Or

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *