Uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), e divulgada nesta segunda-feira (27) projeta que em 2022 o comércio varejista terá menos prejuízo causado por feriados nacionais. A projeção é que as perdas no comércio com feriados sejam 22% menores em 2022, em comparação a 2021.

De acordo com a pesquisa,  o prejuízo do comércio esse ano foi de R$ 22,11 bilhões, pois foram nove feriados nacionais caindo em dias úteis, ou em dias ponte, como são chamados os feriados que caem nas terças-feira ou nas quintas-feira. Para 2022, a previsão é que as perdas fiquem em torno de R$ 17,25 bilhões.

Em 2022, dos nove feriados nacionais, dois vão cair em domingos: Dia do Trabalhador (1º de maio) e Natal ( 25 de dezembro). De acordo com Fabio Bentes, economista da CNC e responsável pelo levantamento, em entrevista à Agência Brasil, “Isso faz com que o comércio não incorra em um custo de operação maior”. 

Fabio Bentes explicou que custo é esse: “Se houver uma compensação pelo trabalho no feriado, na semana subsequente, o comércio é obrigado a pagar hora trabalhada em dobro”. “Deve ser o menor prejuízo com feriados desde 2014, quando o comércio teve seis feriados caindo em dias úteis. Então, a principal razão para esse prejuízo menor é o custo menor da folha no dia trabalhado durante o feriado e a perda daquelas vendas casuais que, de alguma forma, acaba atrapalhando um pouco. Quanto mais feriados você tem caindo de segunda-feira a sábado, maior tende a ser o prejuízo do varejo”, informou o economista.

Feriados

Atualmente, o calendário conta com nove feriados nacionais: 

1º de Janeiro – Dia da Confraternização Universal

Paixão de Cristo – (Sexta-feira Santa), 

21 de Abril – Tiradentes

1º de Maio – Dia do Trabalhador

7 de Setembro – Independência do Brasil

12 de Outubro – Nossa Senhora Aparecida

2 de Novembro – Dia de Finados

15 de Novembro – Proclamação da República

25 de Dezembro – Natal

Carnaval e Corpus Christi são considerados dias facultativos.

De acordo com a CNC, cada feriado em dia útil gera um prejuízo R$ 2,46 bilhões ao varejo, reduzindo a rentabilidade anual média do setor comercial como um todo em 1,29%. Considerando todas as atividades econômicas, o feriado nacional provoca impacto de R$ 10,12 bilhões na geração do Produto Interno Bruto (PIB), ou o equivalente a 0,12% do PIB anualizado. Desse modo, a CNC avaliou que os feriados de 2022 deverão impactar o excedente operacional do comércio (lucro líquido) em 9%.

Fonte: Diário de Pernambuco

#

No responses yet

Deixe uma resposta

Or

O seu endereço de email não será publicado.