Juntos somos mais fortes!

Sempre ao lado dos empresários e da população, a FCDL-PE e as CDLs de Pernambuco se organizaram para defender os interesses do comércio no Estado e conquistaram a flexibilização do horário de expediente nas cidades da Região Metropolitana e no interior.

Segundo o Presidente da FCDL-PE, Eduardo Catão, é na base da estratégia e do diálogo que buscamos respeito e espaço. “Estivemos com os Secretários Geraldo Júlio e Alberes Lopez para a articulação dos nossos pedidos de reajuste no horário de funcionamento do comércio, após o Decreto 50.433, do dia 15 de março. De lá para cá o Governo do Estado já publicou mais outros dois documentos e hoje as lojas puderam reabrir”, explica.

Se na capital a Federação reuniu-se com representantes do Governo do Estado, no interior as CDLs conversaram com as autoridades municipais. De acordo com o Presidente da CDL Caruaru, Adjar Soares, que também acompanhou as negociações da FCDL-PE, quando uma cidade busca a negociação com a prefeitura, incentiva todas as outras. “A nossa preocupação é sempre conjunta. Pensamos em ações que possam beneficiar de forma coletiva todo o nosso Movimento. E quando uma CDL busca também o seu espaço no município, mostra a nossa força em benefício do comércio e da população”, afirma.

De acordo com uma pesquisa realizada pela FCDL-PE, a maioria das entidades conseguiu intervenção em seus respectivos municípios. Além da CDL Caruaru, em outras cidades como Recife, Santa Cruz do Capibaribe, Petrolina, Custódia, Agrestina, Salgueiro, São José do Egito, Vitória de Santo Antão, Surubim, Macaparana, Tabira, Lajedo, Garanhuns, Santa Maria da Boa Vista, Pesqueira, Timbaúba, Limoeiro, Sertânia, Escada, Carpina, Serra Talhada, São Bento, Arcoverde e Gravatá novos horários foram adaptados às suas realidades. Tudo para que o comércio possa continuar girando, a fim de garantir empregos. 

Vale ressaltar ainda que os representantes do comércio e as pessoas em geral que fazem parte do setor são totalmente a favor do seguimento dos protocolos de segurança. Na cidade de Timbaúba, por exemplo, a CDL está em união com todos os empresários, comerciantes e algumas pessoas físicas que doaram recurso financeiro para comprar um respirador e doar ao município.  “Em quatro dias arrecadamos mais que o valor do respirador e o restante vamos comprar cestas básicas, álcool em gel e máscaras para distribuir à população com maior vulnerabilidade social”, conta a Presidente da CDL Timbaúba, Márcia Alves.

As outras CDLs continuam buscando incessantemente negociação junto às autoridades cabíveis e não vão descansar até conseguirem. “Infelizmente, aqui no Cabo, o atual prefeito não respondeu nenhuma das nossas solicitações de agenda. Não deu feedback de nenhum dos nossos documentos de sugestões. Estamos tentando via Câmara dos Vereadores”, relata a Presidente Helen Monte, da CDL Cabo de Santo Agostinho.  

Os tempos são difíceis no mundo inteiro por conta da pandemia, mas a união Cedelista estará sempre a postos para lutar por dias melhores na economia, na saúde e na vida das pessoas. Juntos somos mais fortes!

#

No responses yet

Deixe uma resposta

Or

O seu endereço de email não será publicado.