Juntos somos mais fortes!

Nesta sexta-feira (22), o Presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) Araripina, Leandro Batista, realizou nova live para se comunicar com a população da cidade. O tema do evento trouxe propostas de soluções para a retomada dos lojistas na reabertura do comércio.

É importante deixar claro que a iniciativa não sugere a volta imediata dos estabelecimentos, mas propõe o planejamento responsável de uma maneira diferente de se vender e consumir, atendendo às necessidades da sociedade no atual momento.

De acordo com o Presidente, educar as pessoas a se portarem como profissionais treinados para lidar com a inibição do contágio do vírus é fundamental. Além disso, dedicar-se para aprender a negociar no mundo digital também é um caminho sem volta, pois a realidade mudou completamente. “A gente tem pessoas competentes aqui em Araripina que podem contribuir com a cidade sim!”, ressalta.

O treinamento dos funcionários estaria sempre ligado às recomendações ou mesmo exigências de decretos estabelecidos pela Prefeitura, realizado em conjunto com outras entidades e instituições competentes. De um modo geral, vários setores seriam mobilizados para a condução do comércio com segurança, a exemplos das secretarias de saúde e educação, vigilância sanitária, corpo de bombeiros, SEBRAE, da própria CDL, entre outros. Dessa forma, a reabertura do comércio seria uma arma de combate ao Coronavírus.

Por falar em sugestões, foram apresentadas várias propostas para esse funcionamento, como em academias, por exemplo. Elas podem ser encontradas no perfil oficial do Instagram do presidente ( https://www.instagram.com/leandroexclusive/ ). Vale lembrar que, ainda na última segunda-feira (18), a CDL Araripina realizou uma live em seu perfil oficial do Instagram para defender a reabertura gradual do comércio no município, em meio à crise econômica decorrente da pandemia do Novo Coronavírus (COVID-19).

‼️ Propostas gerais já apresentadas anteriormente ✅

➡️ Definição de 4h de funcionamento por dia, com apenas uma porta aberta para monitorar o fluxo de pessoas;

➡️ Segurança do distanciamento de pessoas de acordo com o espaço físico de cada local, que deverá ser higienizado frequentemente;

➡️ Orientação das recomendações em quadros de avisos permanentes;

➡️ Disponibilização de água e de sabão para clientes e população em geral;

➡️ Proibição do uso de provadores e contato com objetos que não serão necessariamente levados pelo cliente;

➡️ Fiscalização do cumprimento das normas.

#

No responses yet

Deixe uma resposta

Or

O seu endereço de email não será publicado.