Comércio sofre impacto com a chegada do Coronavírus.

Apesar de serem inquestionavelmente necessárias, as medidas tomadas para evitar que as pessoas circulem pelas ruas já causaram grande impacto no comércio em todo o mundo. No Brasil, mais precisamente no Estado de Pernambuco, de acordo com um levantamento realizado pela Federação das Câmaras dos Dirigentes Lojistas de Pernambuco (FCDL-PE), algumas empresas chegaram a apresentar um percentual de queda de vendas de 50% em relação ao ano passado.

De acordo com a Presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Timbaúba, que faz parte da FCDL-PE, Edileuza Pedrosa, os associados da entidade em seu município já apresentaram uma queda de 40% a 50% no rendimento de seus clientes em relação às últimas semanas. “As boas práticas minimizam o contágio e ajudam no combate ao Coronavírus, mas uma outra preocupação que nós temos é com o prejuízo dos lojistas referente à queda de vendas, à data dos impostos e até mesmo ao atendimento”, explica.

Já na cidade de Lajedo, região agreste, segundo o  Presidente da CDL local, Ivo Júnior, os associados no município já apresentavam uma queda de vendas de 12% a 15% em relação ao mesmo período do ano passado. Mas com a chegada do Covi-19, espera-se que esse percentual aumente para 30%. “Precisamos tomar precauções para não perdermos a rotatividade comercial das feiras livres. Esse seria o nosso maior prejuízo”, alerta.

Ainda com informações da pesquisa realizada pela FCDL-PE em parceria com as CDLs municipais, outros municípios pernambucanos também apresentaram um percentual de queda de vendas preocupante. Confira abaixo as cidades onde o comércio já apresenta prejuízos em seus estabelecimentos associados às respectivas CDLs.

CDL Sertânia: 50% – 60%

CDL Timbaúba: 40% – 50%

CDL Escada: 30% – 40%

CDL Goiana: 30% – 40%

CDL Limoeiro: 30% – 40%

CDL Abreu e Lima: 30%

CDL São Lourenço da Mata:  25% – 30%

CDL Lajedo: 15% – 30%

CDL Araripina: 10% – 15%

Dadas as circunstâncias, o Presidente da FCDL-PE Eduardo Catão está em contato com  as entidades estaduais para uma reunião, onde serão pautadas sugestões e reivindicações a serem levadas ao Governo do Estado. Além disso, o presidente da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), José César, informou que também já está em contato com outras entidades nacionais para apresentar sugestões diante dos problemas já identificados e se antecipar a outros que possam surgir mais adiante.

#

No responses yet

Deixe uma resposta

Or

O seu endereço de email não será publicado.