Foi realizada nesta quarta-feira (24), no Hotel Monte Castelo, em Gravatá, a edição pernambucana do Políticas Públicas 4.0. O evento é uma ação da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas com o Sebrae Nacional, realizado pela Federação das CDLs de Pernambuco. Estiveram presentes líderes e diretores de mais de trinta CDLs do Estado.

O evento foi aberto pelo presidente da Federação pernambucana, Eduardo Catão, que ressaltou a importância da relação com nossos representantes. “Muitas vezes a gente nem sabe o que é uma Política Pública. Muitas vezes vamos atrás dos políticos para debater sobre alguma lei e nem sabemos que estamos trabalhando uma relação governamental”, afirmou.

Logo após, o empresário, professor e especialista em Relações Institucionais e Governamentais, Eduardo Fayet, guiou a conversa sobre o assunto. Durante o encontro foi pontuada a importância da ética na relação governamental e da vigilância sobre a atuação do poder público para saber o que está sendo discutido sobre seu setor para poder cobrar e dialogar com os representantes.

“Ética tem a ver com os nossos hábitos, nosso caráter, nossa disposição em fazer. Na Alemanha, por exemplo, o conceito de ética é diferente do nosso, que é diferente nos Estados Unidos e no Japão. Ou seja, nós somos responsáveis pela nossa ética e não os outros”, explica Fayet. “A ética nos negócios não é diferente da ética do nosso dia-a-dia, ela é uma só. Nos negócios, a aplicação de ética é chamada de compliance, ou seja, integridade, o que também pode ser traduzido como confiança”, observa Fayet. “E nas empresas só é possível aplicar o compliance com o envolvimento e liderança da alta gestão e dos donos do negócio”, garante.

O advogado e ex-assessor parlamentar Murilo Mori mostrou aos líderes lojistas um modos operandi de como fazer uma relação com os políticos. Na pré-atuação, identificar e traçar o perfil desses governantes irá ajudar a conhecê-los para melhor realização do debate político. 

Código de Defesa do Consumidor

A noite foi finalizada pela consultora jurídica da FCDL-PE Renata Guerra que apresentou para os presentes o Novo Código de Defesa do Consumidor de Pernambuco. O principal ponto de interesse das CDLs foi a obrigatoriedade da gratuidade da consulta de balcão nas entidades. A advogada mostrou o que as CDLs podem fazer para se adequar ao cumprimento da nova lei. 

A solução apresentada para a substituição dessa receita foi a de “consulta de terceiros”, que seria a venda de consultas através dos associados das CDLs. Com isso, a venda poderia ser vendido por bancas de jornais, papelarias, lan houses dentre outros estabelecimentos.

Outro ponto abordado foi a obrigatoriedade do fornecimento de conteúdo que fale sobre educação financeira. O SPC Brasil possui o portal Meu Bolso Feliz que pode ser replicado nos portais de todas as entidades do estado. 

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *