O presidente da CNDL, José Cesar da Costa, e o presidente da FCDL-MG, Frank Sinatra, participram nesta terça-feira (16), no Hotel Unique, em São Paulo, do lançamento do Manifesto da Sociedade Empreendedora pelo Imposto Único, iniciativa do Instituto Brasil 200, formado por grandes empresários de diversos setores. O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, realiza a palestra de abertura do evento.

O objetivo é eliminar os mais de 90 tributos no Brasil e manter um único sobre movimentação financeira. O Imposto Único seria cobrado sobre qualquer transação financeira entre contas correntes, para isso haveria a cobrança de uma alíquota de 2,5% de quem paga e, também, de quem recebe. Em caso de saques o percentual seria dobrado, ou seja 5%, para tributar as compras em dinheiro. A retenção seria feita automaticamente pelos próprios bancos, impossibilitando a sonegação e simplificando para o contribuinte.

Para o presidente da CNDL, a medida beneficia empresários, a geração de empregos e todos os contribuintes. “O imposto único é mais justo para a população. Além de simplificar o pagamento de tributos, a proposta evita transtornos ao Governo Federal, como a sonegação de impostos por exemplo”.

O evento contou com a participação de mais de 40 entidades do setor de comércio e serviços, entre elas, aquelas que compõem a União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (Unecs).

#

No responses yet

Deixe uma resposta

Or

O seu endereço de email não será publicado.