O Dia dos Pais é a primeira data comemorativa do segundo semestre e, mesmo não sendo conhecida pelo aumento no fluxo de vendas, é um bom termômetro para as próximas datas como Dia das Crianças e Natal. O levantamento feito pela Federação da Câmara de Dirigentes Lojistas de Pernambuco (FCDL-PE) com os lojistas mostrou que as vendas no período tiveram números tímidos em 2018. No Recife e Região Metropolitana, as vendas tiveram um incremento de 2% em relação ao mesmo período do ano passado.

De acordo com o presidente da CDL Caruaru, Adjar Soares, as vendas para o período poderiam ter sido melhores. Na cidade, a expectativa era que o comércio crescesse cerca de 5%. “As vendas foram bem aquém do que se esperava. Tivemos um crescimento normal da semana, mas quando fazemos o comparativo, registramos um volume de vendas equiparável com o do mesmo período do ano passado”, afirma o presidente.

Na cidade de Abreu e Lima, por exemplo, de acordo com o presidente da CDL, Evandro Alves, as vendas mais expressivas aconteceram nas lojas de móveis e eletrodomésticos, acompanhada de perto do segmento de perfumaria.

Já no Sertão, as vendas tiveram um desempenho melhor, atingindo um leve acréscimo de 4%. Segundo o presidente da CDL Serra Talhada, na cidade o segmento que teve melhor desempenho foi o de roupas, calçados e acessórios.

De acordo com levantamento nacional feito pela CNDL e SPC Brasil, as vendas a prazo no Dia dos Pais se mantiveram estável, com variação de -0,10% na comparação com o mesmo período do ano passado. Segundo o presidente da CNDL, José César da Costa, o comércio teve praticamente o mesmo ritmo de vendas do ano passado, mostrando quanto o brasileiro possui o hábito de presentear. “Os consumidores continuam preocupados em não comprometer o orçamento com compras parceladas, principalmente diante de um quadro de dificuldades, com o achatamento da renda e alto índice de desemprego”, explica.

#

No responses yet

Deixe uma resposta

Or

O seu endereço de email não será publicado.