Prestigiada pela classe política de Brasília, que compareceu em peso, o novo presidente da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), José César da Costa, tomou posse na noite de ontem, em evento que lotou os salões do hotel Royal Tulip Alvorada, em Brasília. Na ocasião, também assumiram seus cargos os diretores da CNDL e do Serviço Nacional de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), bem como os presidentes das Federações das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDLs).

Os ministros Alexandre Baldy (Cidades) e Marcos Jorge Lima (Indústria, Comércio Exterior e Serviços), além do governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, cumprimentaram pessoalmente a nova diretoria. “Numa economia profícua, o setor de varejo é o maior beneficiado. Que possamos fazer um Brasil de conquistas, de vitórias, para que a vida fique cada vez melhor”, conclamou Baldy.

O governador, por sua vez, ressaltou que, se há uma retomada da economia no Brasil, isso muito se deve à perseverança e ao esforço dos empreendedores do varejo. E aproveitou para fazer dois pedidos à nova diretoria. “Em primeiro lugar, que a CNDL faça em Brasília o Museu do Varejo, pois terá todo o nosso apoio. Também faço um convite especial para que o SPC construa aqui a sua sede nacional, no nosso novo parque tecnológico”, disse Rollemberg.

A cerimônia teve ainda a presença de dezenas de parlamentares, entre senadores e deputados federais, bem como secretários de estado, prefeitos e o presidente do Sebrae Nacional, Guilherme Afif Domingos. Ele reforçou a importância das parcerias da instituição que preside com o Sistema CNDL e a União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (UNECS). “Precisamos reconstruir o Brasil de baixo para cima e, por meio da capilaridade da CNDL, conseguimos chegar ao Brasil real”, observou Afif.

Cerimônia

Em seu discurso de posse, o novo presidente da CNDL, José César da Costa enumerou algumas das prioridades de sua gestão, como a implementação do cadastro positivo, a regulamentação de feiras itinerantes e a derrubada do veto ao Refis das micro e pequenas empresas. E aproveitou para anunciar aos presentes a assinatura, pouco antes da cerimônia, de um Acordo de Cooperação Técnica com o Banco Central para a promoção da cidadania financeira.

“Unimos nossa expertise com o Banco Central do Brasil, instituição que é uma referência no sistema financeiro. Será utilizada a capilaridade do nosso sistema, para que as ações do Banco Central sejam aplicadas em prol do aquecimento da economia e cheguem até a nossa rede de associados e empresários.”

Aos diretores empossados, Costa pediu empenho e auxílio, enfatizando que sua gestão será marcada pela união de institucional e serviços: “Este é o compromisso que assumimos: trabalhar juntos. A CNDL sempre estará ao lado das bandeiras em seus estados”, assegurou o presidente.

A programação começou às 12h15, com uma missa em ação de graças, na Catedral Metropolitana de Brasília. A solenidade noturna, no Hotel Royal Tulip Alvorada, reuniu mais de 500 convidados.

O primeiro a falar foi Honório Pinheiro, que transmitiu oficialmente o cargo a José César da Costa. Ele destacou os principais programas da sua gestão, como o PNDV, Programa Nacional de Desenvolvimento do Varejo, em parceria com o Sebrae, que realizou mais de 40 seminários em todo o país para reunir demandas e propostas do setor de varejo para embasar a elaboração de políticas públicas. “O momento é de agradecer e desejar sucesso à nova gestão. Pensar como um sistema significa agir de forma uníssona para criar oportunidades aos varejistas”, afirmou.

Bruno Falci, presidente do Conselho Deliberativo da CNDL, também subiu ao palco. O dirigente reforçou a necessidade de lutar no parlamento pela aprovação do cadastro positivo. “Quem faz a riqueza de uma nação é o setor produtivo – empresários e trabalhadores – e os beneficiados são todos os setores da economia”, comentou Falci.

O novo corpo de dirigentes da Confederação promete atuar em conjunto em prol das pautas do comércio e serviços, em parceria com as frentes parlamentares da Micro e Pequena Empresa e do Comércio, Serviços e Empreendedorismo, bem como da UNECS.

Fonte: CNDL

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *