Cerca de 50 pessoas, entre empresários, líderes do Sistema CNDL e secretários municipais de Pernambuco se reuniram nesta quarta-feira (05), em Recife, em mais um seminário do Programa Nacional de Desenvolvimento do Varejo (PNDV), uma parceria da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Dessa vez, o evento foi para elaboração de propostas de políticas públicas para desenvolvimento do varejo no Brasil. “Estamos percorrendo o Brasil com este projeto e colhendo as principais demandas dos estados para melhora do nosso segmento”, explicou o presidente da CNDL, Honório Pinheiro.

O presidente da FCDL-PE, Adjar Soares, destacou a relevância da iniciativa. “Receber um seminário como este contribui significativamente para o desenvolvimento do varejo no nosso estado”, comentou.

“Com certeza sairemos daqui mais preparados e  conscientes do que precisamos para colaborar com o crescimento do país”, acrescentou o presidente da CDL Recife, Eduardo Catão.

Sobre o PNDV

Lançado em outubro do ano passado, o convênio foi desenvolvido com o objetivo de melhor o ambiente de negócios e acelerar o desenvolvimento de vantagens competitivas no setor varejista, por meio da identificação, proposição e disseminação de Políticas Públicas e do fortalecimento das lideranças do setor.

O projeto prevê a realização de quatro tipos de eventos para: elaboração de propostas de Políticas Públicas para o desenvolvimento do varejo; disseminação de propostas para o desenvolvimento do varejo e articulação junto aos atores políticos locais; propagação de ferramentas tecnológicas inovadoras e articulação do tema junto ao poder público local e qualificação de lideranças empresariais e dirigentes do Sistema CNDL para melhoria do ambiente de negócios do varejo e estruturação das demandas do setor na agenda governamental.

Ao final do projeto terão sido investidos R$ 3,5 milhões, valor destinado, principalmente, à organização de eventos com líderes e dirigentes lojistas e à criação de políticas públicas para o setor. A CNDL é responsável por 30% do valor do convênio e os outros 70% ficam a cargo do Sebrae.

 

Fonte: CNDL

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *